• ERGLARES

É possível comprar um apartamento sem entrada?

Atualizado: 22 de Out de 2019

Ter uma casa para chamar de sua é algo que faz parte do sonho da maioria das pessoas, não é mesmo? A vontade da casa própria, por vezes, coincide com o desejo de mais liberdade, independência, e também com a disposição de construir novas trajetórias de vida, no campo profissional, afetivo, etc.


Nesse processo, mais cedo ou mais tarde vem a seguinte pergunta: e o valor da entrada?

Essa ideia surge, pra maioria das pessoas, como um grande obstáculo para adquirir a casa própria, já que não possuem aquele famoso montante entre 20 e 30% do valor do imóvel para dar de entrada.


Mas o que muita gente não sabe é que é sim possível comprar seu apartamento sem ter esse dinheiro todo. Confira a seguir.



Não tenho dinheiro guardado para dar de entrada. E agora?


Se você quer comprar um apartamento e não tem dinheiro guardado para dar de entrada, são duas as possibilidades então:


1) não pagar entrada nenhuma;

2) pagar o valor da entrada em parcelas pequenas, que caibam no seu bolso.


Não pagar nenhum valor na entrada é mais difícil, mas é possível pelo Minha Casa Minha Vida. Para isso, é preciso atender a algumas condições. Caso você se enquadre na faixa 1 do programa do Governo Federal, pode não pagar entrada.


Para as outras faixas do programa, você consegue parcelar o valor da entrada com as construtoras quando compra um imóvel na planta pelo Minha Casa Minha Vida. Esse parcelamento também aplica-se para outras modalidades de financiamento, como pelo SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo).


O valor da parcela pode ser bastante acessível. Entenda como funciona a seguir.


O parcelamento da entrada


De forma geral, a CAIXA financia até 80% do valor do imóvel (no prazo de até 35 anos). Ou seja, durante o prazo de financiamento, você paga para a CAIXA parcelas referentes a esses 80%. Os 20% restantes são pagos diretamente para a construtora. Eles correspondem à entrada.


Esse valor pode ser dividido em várias parcelas mensais, por exemplo, em 12, 24 ou mais vezes. O número de parcelas irá depender do prazo da obra, das condições fornecidas pela construtora, bem como das condições de pagamento do cliente, variando caso a caso.


Sendo assim, o montante de entrada que você teria que ter em mãos é convertido em parcelas, sem que isso seja um peso financeiro pra você. E ainda é possível melhorar.


Como melhorar as condições para parcelamento da entrada


Para que as parcelas do financiamento da entrada sejam ainda mais leves e confortáveis de pagar para o cliente, é sempre interessante entrar com uma quantia de pagamento de sinal para a construtora. Quanto maior for essa quantia, menor o valor das parcelas.


Por isso, apesar das facilidades, é sempre um bom negócio poupar e ter algum dinheiro guardado para conseguir melhores condições de financiamento. É sempre importante fazer um planejamento financeiro.


Uma ótima estratégia para conseguir abater uma parte do valor da entrada e diminuir as parcelas é utilizar seu FGTS na compra da casa própria. Isso pode facilitar muito o negócio.


Ou seja, definitivamente, não é necessário ter dinheiro acumulado para adquirir o seu lar. A entrada não é um obstáculo! Sua casa própria pode estar mais perto do que você imagina. Compartilhe isso em suas redes sociais! Dissemine esse conhecimento!



© 2019 criado por ADZ Comunicação

31 2536-0600 |31 98279-4996

face-erglares.png
instagram.png
WhatsApp-icone.png